Pergunta de um milhão de dólares para qualquer empresa: “qual será o próximo produto que meu cliente vai querer comprar?” Outra que vale ouro: “quem vai ser inadimplente?” Para ajudar empresas (bancos e e-commerces, especialmente) a chegar a essas respostas, o software da DataRisk trabalha com algoritmos capazes de prever o comportamento dos consumidores. É a chamada análise preditiva — jargão muito utilizado na transformação digital. A startup, fundada em janeiro de 2017, faturou um milhão de reais em 2018 e quer chegar aos 5 milhões de reais este ano.

A fórmula para quintuplicar os ganhos vem do mercado: “A procura por esse tipo de solução aumentou muito. Com a crise, as empresas buscam mais eficiência, o que passa por Inteligência Artificial e automatização. Estamos ofertando o que o mercado precisa”, afirma Jhonata Emerick, 37, um dos sócios ()

Mais informações: